Como conciliar dor e amor ou dor e demora?

Muitas vezes nossas experiências de vida nos trazem à mente perguntas difíceis, como por exemplo, “Deus demora em responder orações? Se ele é Deus, porque não responde minhas orações como eu espero?

Quando Marta e Maria avisaram Jesus que Lázaro, aquele a quem Jesus amava, estava doente, Ele demorou dois dias para ir ao encontro delas.

Imagine-se sendo Marta ou Maria e presencie a cena.

Como você se sentiria?

Refletindo sobre isto apos o estudo bíblico. A palavra “portanto” une duas sentenças, “Jesus amava Marta, Maria e Lázaro” e “ficou mais dois dias onde estava. O que aprendemos?

Quando oramos dentro de uma situação incontrolável, como a morte ou catástrofes, mesmo que Deus pareça silencioso, ele está ativo. Mesmo que Deus pareça distante, ele está presente. A demora de Jesus, ao olhar humano, pode parece descaso. Mas é justamente o inverso.

Marta e Maria viam apenas a doença do irmão. Jesus via muito mais além. Jesus via que impacto causaria o poder deles ao ressuscitar Lázaro. Por causa do amor dele por aquela família, Jesus faria mais do que curar Lázaro. Jesus criaria a oportunidade para que Marta, Maria, Lázaro e todos os que estavam ao redor compreendessem e vissem o poder de Deus. A demora de Jesus era parte do ambiente que Deus estava criando para que ELE e Jesus fossem glorificados e ao serem glorificados toda a família e amigos seriam beneficiados.

Estou certo que Deus também faz o mesmo conosco. Quando nos sentirmos esquecidos por Deus não podemos deixar que este sentimento nos domine. Precisamos crer que Deus também coloca amor e demora. Se ele está demorando (mero sentimento humano), Deus está organizando ou orquestrando  um movimento que trará gloria pra ele e e vitória em nossas vidas.

Lembre, Deus põe junto amor e demora. Fique face a face com Jesus e descubra que ele transforma suas dores, de morte e outras, em experiências de vida.

 

 

Paulo Oliver ( Servo)

Tags
No Tag

No responses yet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *